HQ NO BRASIL
 
  
 
08/02/2013

Proscritos: cangaço, terror e ficção no sertão

Proscritos, de Beto Nicácio, é uma publicação da Guarnicê Produções, Dupla Criação e patrocínio da Fundação Nagib Haickel

Segundo o autor, Proscritos fala desse indivíduo e seu universo esquecidos por Deus, mas nem por isso menos grandiosos e magníficos. Fala de criaturas marginalizadas que precisam lutar contra a rudeza da natureza e seus próprios pares e que, acima de tudo, teimam em permanecer humanos, com seus sentimentos, suas crenças, paixões e medos; o negativo de um retrato que o Brasil teima em esquecer, em relegar, mas que se perpetua no imaginário popular. 

Proscritos, o álbum, “existe” numa região fictícia do sertão brasileiro, que se apropria de referências regionais e ao mesmo tempo universais, carregado de uma dramaticidade própria, onde o que se põe à prova é apenas um homem, suscetível, vulnerável, nem bom, nem mau – apenas um homem que não mede esforços para sobreviver.

Trazendo nove histórias com temática regional, cangaço, terror e ação, quem folhear o álbum vai ter a sensação de já ter visto as histórias em outro lugar. E viu! Não da mesma forma, mas pelo olhar de cada autor, seja no cinema ou mesmo na literatura, através das obras de Euclides da Cunha, Guimarães Rosa e Graciliano Ramos e ainda nas HQs de Mozart Couto ou de Flávio Colin. “Confesso que a influência maior para produzir este álbum foram as histórias em quadrinhos dos mestres Flávio Colin, Júlio Shimamoto e, em particular Mozart Couto. O vigor e selvageria dos traços em preto e branco a competente construção dos seus roteiros e histórias foram definidores para eu admirá-los e modestamente segui-los”.  

Proscritos é uma cria antiga de Nicácio, que esperou pacientemente para ser publicado. As primeiras histórias foram criadas há pelo menos 10 anos, como é o caso de Desertores e Revertério. Outras foram produzidas ao longo desse tempo. “As HQs foram sendo feitas ao longo dos anos, mas sabia que um dia seriam publicadas. Tanto que o leitor vai perceber as variações nos traços e estilos”, comentou Nicácio, ressaltando as várias fases pelas quais passou até chegar às últimas histórias produzidas, uma delas escrita por Iramir Araujo.

Além de Iramir, Nicácio convidou vários amigos para participarem do projeto, como o jornalista Sidney Gusman, Mozart Couto, Júlio Shimamoto, Bruno Azevêdo, Ronilson Freire, Rom FreireMarcos Caldas e Joseph Bruno.

Proscritos tem 100 páginas, formato 21 x 28 cm e custa R$ 40,00. Para adquirir o álbum diretamente com autor e ainda faturar uma arte original, clique aqui

Veja mais sobre HQ no Brasil


  facebook

 

 



 
 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil