MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
18/07/2014
REVIEW - HQ: OS SURPREENDENTES X-MEN - PERIGOSO
 
 
Os Surpreendentes X-Men: Perigoso
 
 
 
 
 
 
 
 


No primeiro arco da fase Joss Whedon/John Cassaday, Os Surpreendentes X-Men - Superdotados, a regra era dar uma reviravolta no que havia sido produzido por Grant Morrison e Frank Quitely em Novos X-Men - E de Extinção, deixando de lado os elementos de ficção científica, os uniformes monocromáticos e a postura de milícia mutante para dar lugar ao jeitão antigo de se fazer quadrinhos mutantes, à la Chris Claremont. E certamente a ideia se manteve em Perigoso, que leva a cabo as propostas mencionadas e vai além, ao inovar até mesmo o que o próprio Joss Whedon havia criado até então frente ao título dos pupilos do Professor Xavier.

Até então a história girava em torno da cura mutante criada pelo laboratório Benetech e a dra. Kavita Rao, o alienígena Ord do planeta Grimamundo e o aguardado retorno do gigante russo metalizado Colossus. E como se trata de história em quadrinhos, o esperado é que grande parte disso fosse retomado neste segundo arco. Mas Whedon não gosta de recorrer ao esperado. Perigoso praticamente recomeça do zero, com uma história que não traz uma sequência muito aprofundada do arco anterior. Aqui o foco é na Mansão X, que passa a abrigar estranhos acontecimentos, como a morte de um dos alunos e o ataque do que havia sobrado de um sentinela abatido que até então descansava em paz em algum canto cheio de cacarecos da escola.

E quando todos achavam que Ord, Kavita Rao ou a Agente Brand, líder da E.S.P.A.D.A. (ah, a velha tara da Marvel por acrônimos...), seriam os envolvidos com os fatos insólitos que rondavam a mansão, eis que surge um responsável pra lá de inesperado: a velha Sala de Perigo. Isso mesmo! O principal local de treinamento desde os primórdios dos X-Men tomou consciência, adquiriu forma humanoide e estava sedenta por vingança pelos vários anos de “opressão” (?!). Nomeada apropriadamente como Perigo, o ser robótico que parece parente do Warlock, possui um trunfo incrível: após décadas de treinamento, ela conhece cada passo de todos os X-Men e sabe antecipar todos os seus golpes. Uma vantagem e tanto, ainda mais para uma inteligência artificial altamente desenvolvida e extremamente analítica.

Certamente muitos leitores torceram o nariz para o enredo viajandão, mas a proposta de Whedon é clara em retomar o velho estilo for fun de contar histórias, sem se levar a sério demais, com foco objetivo na aventura e diversão. Um prato cheio para os saudosistas.

Destaque para a personagem interessante recém-criada, Perigo, apesar de sua origem um tanto difícil de engolir, para a tranquilidade nas falas serenas de Piotr Rasputin e o discurso afiadíssimo de Scott Summers ao final da edição 7: “Você não está percebendo, Kitty. O noticiário não existe pra lhe contar o que aconteceu. Existe pra dizer o que quer que você ouça ou o que acha que você quer ouvir”. Enfim, o “caolho”, como diria Logan, cresceu, amadureceu e se tornou um líder preparado.

O final traz um cliffhanger (o famoso “Continua na próxima edição...”) sensacional pra deixar qualquer leitor ansioso pelo próximo arco: Destroçados.

Os Surpreendentes X-Men - Perigoso (Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel Vol. 37) - 160 páginas - formato 17 x 26 cm - R$ 29,90 - lançado em abril de 2014 – Editora Salvat do Brasil (coleção prevista para ter 60 volumes).

Veja também:
- Notícias diversas sobre os X-Men
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil