MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
11/05/2015
REVIEW - HQ: A MORTE DE STÁLIN
 
 
A Morte de Stálin
 
 
 
 
 
 
 
 


Josef Vissarionovitch Stálin é uma figura histórica importantíssima, o grande "pai" da União Soviética. Por isso já se torna interessante o fato da HQ A Morte de Stálin ser produzida por franceses, e não russos: o roteirista Fabien Nury e o desenhista Thierry Robin.

A trama, baseada em fatos reais e em hipóteses já levantadas, toma algumas liberdades criativas, afinal de contas, a História nunca é plenamente confiável, muito menos quando se trata de política. Tudo começa poucos momentos antes da morte de Stálin, decorrente de um derrame cerebral.

A partir daí, os autores apresentam a realidade em torno da imponente figura de Stálin. Mesmo morto, sua sombra é difícil de ser superada. Seus mais "fiéis" aliados ficam divididos entre a oportunidade de tomar o poder e o medo que sempre viveram sob o domínio de Josef.

Os personagens em sua maioria são simplesmente malignos, corrompidos. Mesmo os poucos que são vítimas já se mostram tão distorcidos por anos e anos vivendo no controlador regime comunista de Stálin, que mesmo a simpatia nos escapa.

Recorrendo a um tom quase satírico e bastante humor negro, os autores criam uma peça que em primeiro lugar demonstra tons de conspirações e paranoia, mas que no final das contas é o resultado do caos criado ao deixar tanto poder na mão de uma só pessoa, que ainda por cima é bastante desequilibrada.

Embora o roteiro seja caprichoso, o grande destaque de A Morte de Stálin está na arte de Robin, bem como nas cores que criou ao lado de Lorien Aureyre. As cenas têm impacto, passam emoção, seja tristeza ou medo, e em muitos momentos repulsa pelos atos e imagens apresentados.

A habilidade de Robin em criar feições bem variadas e convincentes é incrível, principalmente no caso de um dos mais importantes personagens da trama: Lavrenti Pavlovitch Béria, representado de forma ardilosa, quase demoníaca.

Entre os extras estão esboços, os planos originais de Robin para contar uma história bem diferente e mais abrangente e até explicações que deixam claro onde foram tomadas as liberdades criativas, o que é ótimo para situar o leitor que não conhece tão bem a História da União Soviética.

A Morte de Stálin - 152 páginas - formato 23,5 x 31 cm - R$ 49,90 - lançado em março de 2015 - Três Estrelas.

Veja também:
- Notícias diversas sobre HQ no Brasil
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil