MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
14/05/2015
REVIEW - CINEMA: MAD MAX - ESTRADA DA FÚRIA
 
 
Mad Max - Estrada da Fúria
 
 
 
 
 
 
 
 
 


O público em geral, já faz um bom tempo, tem se mostrado cansado de remakes, principalmente quando os estúdios tentam mascarar sua intenção durante a divulgação, sem assumir se a produção é uma continuação ou uma refilmagem.

Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road) levantou muitas suspeitas desde seu anúncio. O longa começou a ser planejado por George Miller em 1998. Inicialmente, iria ser estrelado pelo ator da trilogia original, Mel Gibson, mas mudanças de estúdios e inúmeros adiamentos foram alterando as coisas. Em certo momento, o projeto chegou a ser visualizado como uma animação. Com a escalação de Tom Hardy para o papel de Max Rockatansky, começaram as dúvidas: refilmagem ou continuação? Era necessária uma refilmagem? E se não fosse o caso, por que não manter Gibson no papel?

O caso é que a presença de Miller, criador da franquia, deveria bastar para inspirar ao menos um pouco de confiança. O diretor sempre entregou filmes agressivos na franquia, cada um com um estilo bem diferente, mas sempre marcantes, apresentando um mundo em decadência onde pouco existe de comportamento normal, onde ideias das mais loucas podem ser encaixadas sem problemas. Dirigindo Estrada da Fúria, o qual roteirizou ao lado de Brendan McCarthy e Nick Lathouris, Miller repete a dose, e em grandíssimo estilo.

Em primeiro lugar, não importa se o novo filme é uma continuação ou uma refilmagem. Ele tem toda a essência de Mad Max. Se você quiser encarar como remake, o encare assim. Se o enxerga como continuação, não existe nada impedindo que este novo capítulo se encaixe em algum momento da trajetória original de Max.

Tudo o que importa sobre o personagem e seu mundo é apresentado numa rápida narração, e o que se segue é um espetáculo visual cheio de cenas de ação sem fim, visuais absurdos, muita areia e violência, com uma trilha sonora de primeira — literalmente acompanhando os eventos — e uma edição primorosa.

Sem sombra de dúvidas o mais agitado exemplar da franquia, Estrada da Fúria nos prende à cadeira do início ao fim. A ação é desenfreada e os personagens e situações são bem ao estilo dos originais. Max, como sempre, não age exatamente como um herói, ele está tentando sobreviver e acaba caindo de paraquedas na fuga das esposas de Immortan Joe (Hugh Keays-Byrne, que também interpretou Toecutter, vilão do primeiro filme), lideradas por Furiosa (Charlize Theron).

Homenagens aos longas anteriores estão por toda parte, mas a maior é a fidelidade ao espírito da franquia, presente a todo o momento. Hardy não decepciona como Max. Claro, os fãs provavelmente prefeririam ter Gibson de volta, mas seu substituto convence no papel, muitas vezes até "emulando" alguns trejeitos de Mel. Seu Max é o mesmo cara calado de antes, o mesmo sofredor que na hora H assume a luta, muito embora, fique claro que a heroína é mesmo Furiosa, personagem de mais profundidade na trama, belamente interpretada por Theron.

Numa época em que boa parte dos filmes de ação se resumem a tomadas incrivelmente confusas, onde mal entendemos quem está lutando, com personagens totalmente vazios, Mad Max: Estrada da Fúria chega, assim como seus protagonistas, destruindo tudo, com cenas de ação bem editadas e longas, onde o mais simples detalhe é importante e tudo faz parte do espetáculo, incluindo personagens que conquistam o público, sem a necessidade de se criar dramas exagerados que poderiam desviar a atenção demais.

Miller já declarou ter ideias para pelo menos mais dois filmes, enquanto Hardy afirma que tem contrato para mais quatro. Se essa qualidade for mantida, que a guerra continue nas estradas.

Elenco: Tom Hardy, Charlize Theron, Teresa Palmer, Nicholas Hoult, Rosie Huntington-Whiteley, Zoë Kravitz. Direção: George Miller.

Leonardo Vicente Di Sessa é jornalista e crítico de tudo relacionado à cultura pop. Além de colaborar com o HQ Maniacs, mantém também o Fala Animal! -
http://fala-animal.blogspot.com.br -, blog sobre quadrinhos, cinema e seriados.

Veja também:
- Galeria com mais de 50 imagens do filme
- Notícias, vídeos e notas de produção de Mad Max – Estrada da Fúria
- Matéria: Trilogia Mad Max

- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil