MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
16/06/2005
MATÉRIA: OS VILÕES DE BATMAN BEGINS
 
 
Batman Begins
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



Batman Begins, o novo filme do Cavaleiro das Trevas, está para estrear em todo o mundo. Prometendo ser o melhor filme do personagem já feito, a aventura apresenta ainda dois ilustres inimigos do herói: Ra´s Al Ghul e Espantalho.

O primeiro, Ra´s Al Ghul, é sem dúvida alguma um dos maiores inimigos do Morcego, junto de Coringa e Duas-Caras. Criado em 1971 pela formidável dupla Dennis O´Neil e Neal Adams, o Cabeça do Demônio, como também é conhecido, surgiu na revista Batman #232 e desde então nunca mais parou de cruzar o caminho de Batman, ou simplesmente Detetive, como o vilão costuma chamá-lo.

Líder, estrategista, alquimista e com grande conhecimento de medicina, Al Ghul, graças aos seus Poços de Lázaro (poços localizados em pontos da Terra onde passam as “linhas de energia vital” do planeta e que são nutridos com uma combinação alquímica) é virtualmente imortal. Ao mergulhar em tais poços, Al Ghul retarda seu envelhecimento, cura ferimentos e doenças e pode até mesmo voltar da morte. Batman, entre outros, acredita que a imersão contínua pode causar loucura.

Talvez Batman esteja correto, afinal, para quem ouve, a proposta de Ra´s só pode ser encarada como loucura. O personagem não se vê como um vilão, mas como o salvador da humanidade. Ele acredita que para salvar o mundo de si mesmo, seja necessário diminuir drasticamente a população mundial, poupando somente os dignos de seu novo mundo. O próprio Batman, por muito tempo, foi considerado uma dessas pessoas dignas por Al Ghul, em grande parte por suas incríveis habilidades, mas também pelo amor de Talia, filha do personagem, pelo Detetive. Amor que por muito tempo foi correspondido.

Ra´s propôs inúmeras vezes que Batman casasse com Talia e lhe desse um herdeiro. Na graphic novel O Filho do Demônio, parte do desejo do vilão é realizada. Numa união provisória, o leitor nota que há muito em comum entre esses dois homens de vontade firme, e em meio a história, Batman engravida Talia. Ela mente dizendo que a criança morreu, mas na verdade o filho do Morcego chegou a nascer. Anos depois essa história foi considerada fora da cronologia, embora tenhamos visto este filho do casal já adulto na futurista mini-série O Reino do Amanhã.

Em seus mais de seiscentos anos de vida, Ra´s teve de se aliar ao mais variado número de pessoas para tentar atingir seus objetivos, desde nazistas, passando por Bane, o primeiro Bizarro, a amazona Ártemis e até mesmo o Rei do Crime do Universo Marvel, num crossover entre Batman e Homem-Aranha. Mas seus mais fiéis e regulares aliados sempre foram a Liga de Assassinos, a Tribo Ubu e claro, sua filha Talia. Porém, os anos de manipulação, além do conflito causado pelo amor de Talia ao Batman, causaram o afastamento entre pai e filha, o que resultou na aliança de Talia a Lex Luthor, que perdura até hoje e pode ser melhor avaliada na mini-série Villains United, atualmente em andamento nos Estados Unidos.

Mas Talia não é a única filha de Ra´s Al Ghul. Houve também Nyssa, nascida em 1775, que depois de lutar anos ao lado de seu pai, resolveu abandonar sua causa, enxergando o bem na humanidade. Durante séculos, teve confrontos ocasionais com Ra´s, que pouco a pouco resultaram na destruição de seus filhos e netos, e na criação de um grande ódio por seu pai. Na mini-série A Morte e as Donzelas, Nyssa manipula Talia e enfim acaba com a vida de Ra´s Al Ghul, assumindo em seguida o cargo de Cabeça do Demônio e a liderança dos seguidores de Ra´s.

Nestes mais de trinta anos de existência, o personagem confrontou Batman inúmeras vezes seja em histórias ou arco fechados, seja na Trilogia do Demônio ou em sagas como O Legado do Demônio e Silêncio, mas nada se compara a suas primeiras aparições, quando ele realmente representou um grande desafio, além de ter uma personalidade mais bem definida, que realmente o afastava do que normalmente encaramos como vilão.

Mas não foi somente nas páginas de histórias do Cavaleiro das Trevas que Ra´s tentou atingir seu objetivo. O vilão também ilustrou as páginas de outros personagens como Azrael, Liga da Justiça (no famoso arco Torre de Babel) e Superman. Até mesmo no futuro da Legião dos Super-Heróis os leitores norte-americanos presenciaram Ra´s Al Ghul agindo, em elogiadas histórias no título The Legion.

Batman Begins não será a primeira incursão de Ra´s Al Ghul fora dos quadrinhos. Ele já participou várias vezes dos desenhos animados de Batman, com destaque para um episódio em que vemos Ra´s agindo no Velho Oeste, com uma participação inesquecível do pistoleiro Jonah Hex.

Já o Espantalho, embora tenha enfrentado Batman muito mais vezes do que Ra´s, nunca teve tanto destaque ou uma história que marcasse época. Sua melhor utilização até hoje foi num episódio do desenho Superamigos, onde usa seu gás do medo no Batman, que enfrenta seus medos centrados, é claro, na perda de seus pais. Além de uma ótima trama, o episódio é marcante por apresentar uma história bem mais pesada do que se espera num desenho deste tipo.

O doutor Jonathan Crane, o Espantalho, surgiu nas páginas da revista World´s Finest Comics #3, no distante ano de 1941. Criação de Bill Finger e Bob Kane, o vilão utiliza seu gás do medo para incitar terror nas pessoas, no intuito de estudar o próprio medo. Mais de uma vez sonhou em se tornar um deus do medo.

Sua aparência franzina esconde uma grande inteligência, a qual já usou para enfrentar não só Batman, mas também Superman, Mulher-Gato, Caçadora, Robin/Tim Drake, Anarquia, entre outros. Já se aliou há quase todos os criminosos de Gotham, gente como Coringa, Chapeleiro Louco, Mariposa Assassina e Duas-Caras. Chegou a ser membro de uma das versões da Gangue da Injustiça e em breve o veremos integrar uma versão da Legião do Mal na maxi-série Justice, de Alex Ross.

O vilão teve grande papel nas manipulações da dupla Charada e Silêncio na saga Silêncio. Também foi um dos responsáveis pela criação do novo vilão Charlatão no arco Corpo de Delito e um dos primeiros desafios de Tim Drake, o terceiro Robin. Assim como Ra´s, o Espantalho participou de crossovers de Batman com outros personagens, no caso, o primeiro encontro do Homem Morcego com Juiz Dredd e o segundo com o Demolidor, além de uma pequena participação na primeira mini-série DC x Marvel.

Recentemente, no fraco arco O Vôo do Corvo, escrito por Judd Winick, o Espantalho sofreu alterações genéticas enquanto trabalhava para o Pingüim. Tais alterações o transformaram num gigantesco monstro de cinco metros de altura, forte, resistente e que exala gás do medo. Aparentemente agora o personagem alterna sua forma humana com sua nova e monstruosa encarnação, que nos Estados Unidos foi chamada de Scarebeast.

Tanto Ra´s quanto o Espantalho estão tendo seus primeiros encontros com o Batman recontados em mini-séries nos Estados Unidos, aproveitando o lançamento do novo filme.

Espera-se que a participação de ambos os personagens na nova aventura cinematográfica ajude a resgatar a importância de dois vilões que nos últimos tempos sofreram com histórias fracas, o primeiro encontrando a morte, e o segundo sofrendo uma mudança sem necessidade, que não levou a nada.

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil