MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
17/09/2007
MATÉRIA: ONDAS MARVEL - MARVEL MAX
 
 
Foolkiller
 
 
Punisher
 
 
Alias
 
 
Apache Skies
 
 
Blade
 
 
Fury
 
 
Rawhide Kid
 
 
U.S. War Machine
 



De tempos em tempos, a editora Marvel Comics publica eventos ou lança selos que originam vários títulos de uma vez. Em alguns casos, os títulos duram pouquíssimo tempo. Em outros, chegam a durar tempo suficiente para até saírem do evento/selo de “nascimento”. Em último caso, existem os selos que ganham novos títulos e perspectivas para adquirir novo fôlego. De qualquer forma, estes acontecimentos editoriais podem ser chamados de “ondas de títulos”. Ou seja, as Ondas Marvel.

O selo MAX foi uma das primeiras decisões de Joe Quesada como editor-chefe da Marvel. Após uma passagem de sucesso pelo selo Marvel Knights (que criou com Jimmy Palmiotti), o nova-iorquino substituiu Bob Harras com uma decisão que influenciaria na criação do selo MAX: a Marvel não mais seguiria o código de censura norte-americano, o Comics Code Authority, autoclassificando suas obras. Esta decisão deu abertura para histórias mais adultas, foco do selo MAX.

Já houve obras para o público adulto na Marvel, principalmente nos selos Marvel Knights e Epic, mas com a MAX foi possível estabelecer estratégias diferenciadas de marketing para um conjunto de séries.

É necessário dizer que a série de matérias Ondas Marvel não será apresentada em ordem cronológica, mas tentaremos discorrer sobre todos os selos, ou todas as ondas, seus títulos, seus autores e tudo o mais para você se inteirar sobre os selos já lançados pela Casa das Idéias, além do que já foi (ou não) publicado no Brasil.


TÍTULOS ATUAIS
:: Foolkiller

DO QUE SE TRATA: O Matador de Idiotas, cuja primeira aparição foi nas histórias do Homem-Coisa na década de 70 e que teve uma série própria nos anos 90, ganha agora nova versão para o século 21.
QUEM ESCREVE: Gregg Hurwitz.
QUEM DESENHA: Lan Medina.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Ainda não, sendo difícil dizer se um dia será.

:: Haunt of Horror: H.P. Lovecraft
DO QUE SE TRATA: Adaptações dos poemas de Lovecraft por grandes autores. Logo após as histórias, uma transcrição dos poemas, no mesmo formato do trabalho com a obra de Edgar Allan Poe.
QUEM ESCREVE: Não foi divulgado.
QUEM DESENHA: Não foi divulgado.
QUANTAS EDIÇÕES: Não foi divulgado.
PUBLICADO NO BRASIL?: Se a minissérie anterior de Haunt of Horror, com Edgar Allan Poe, for publicada por aqui, essa provavelmente terá grandes chances.

:: Punisher MAX (Justiceiro MAX)
DO QUE SE TRATA: Depois de muito pedir, Garth Ennis conseguiu levar o Justiceiro ao selo MAX, para então ter mais liberdade para trabalhar com a violência que o título exigia.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Vários, variando com os arcos.
QUANTAS EDIÇÕES: Série em publicação.
PUBLICADO NO BRASIL?: No Brasil a série continuou sendo publicada no mesmo mix da série anterior, que era do selo Marvel Knights: na revista do Demolidor, recentemente cancelada. Em seguida, trocou de casa, indo para seu lugar de direito, na revista Marvel MAX.

:: Terror, Inc.
DO QUE SE TRATA: Criado originalmente para o selo Epic nos anos 80, Terror é um ser de 1500 anos que usa partes de outros corpos e ataca nos tempos atuais.
QUEM ESCREVE: David Lapham, da série autoral Balas Perdidas.
QUEM DESENHA: Patrick Zircher.
QUANTAS EDIÇÕES: Já foram anunciadas 5 edições.
PUBLICADO NO BRASIL?: Difícil dizer. O material promete ser polêmico.

:: The Zombie: Simon Garth
DO QUE SE TRATA: Simon Garth (a nova versão do Zumbi original da Marvel), sobrevivente da minissérie anterior (da qual falamos ao final deste artigo), agora é mais um zumbi, mas ainda assim terá de enfrentar aqueles que agora são seus semelhantes.
QUEM ESCREVE: Kyle Hotz e Eric Powell, o premiado criador de Goon.
QUEM DESENHA: Kyle Hotz.
QUANTAS EDIÇÕES: 4.
PUBLICADO NO BRASIL?: Como a minissérie só começa em novembro nos EUA, ainda é cedo dizer, ainda mais se levarmos em conta que a primeira mini ainda é inédita por aqui.


SÉRIES JÁ PUBLICADAS
:: Alias

DO QUE SE TRATA: Criação de Brian Michael Bendis, mostra a vida de Jessica Jones, que recebeu poderes em um acidente e chegou a ser a super-heroína Safira. Após um incidente em que foi controlada pelo Homem Púrpura e atacou os Vingadores, largou o colante e abriu um escritório de investigações. Após edições cheias de polêmicas, como a cena de sexo anal com Luke Cage logo no #1, a série foi encerrada no #29 para dar lugar a The Pulse, agora fora do selo MAX e com abordagem mais branda. Bendis justifica o final da série com a mudança na vida de Jessica, grávida de Cage, mas existe o fato de que os editores não permitiam que o escritor trabalhasse muito com os grandes personagens da Marvel. Os que mais apareceram foram Cage e o Homem-Formiga II, Scott Lang.
QUEM ESCREVE: Brian Michael Bendis.
QUEM DESENHA: Michael Gaydos (com flashbacks da Safira desenhados por Mark Bagley).
QUANTAS EDIÇÕES: 29. 
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, totalmente, na revista Marvel MAX, edições #1 a 22, e em Marvel MAX Especial, contendo seu último arco.

:: Apache Skies
DO QUE SE TRATA: Continuação da minissérie Blaze of Glory, mostra a mulher de Apache Kid buscando vingança contra quem o matou, e Rawhide Kid faz o mesmo. Os dois acabam se conhecendo ao escapar de uma armadilha feita por alguns de seus inimigos, e tentam salvar crianças indígenas.
QUEM ESCREVE: John Ostrander.
QUEM DESENHA: Leonardo Manco.
QUANTAS EDIÇÕES: 4.
PUBLICADO NO BRASIL?: Não. Como Blaze of Glory não foi publicada aqui, muita coisa não faria sentido.

:: Black Widow: Pale Little Spider (Viúva Negra: A Aranhinha Branca)
DO QUE SE TRATA: Dois detetives encontram um oficial russo assassinado em um local aparentemente de sadomasoquismo. Yelena, a nova Viúva Negra, logo fica sabendo da morte do oficial, que era seu instrutor. Quando Yelena vai investigar, descobre que ela era a fantasia do coronel falecido, a ponto de se tornar uma obsessão, que passou para uma das prostitutas, que passa a achar que é a própria Yelena. Greg Rucka traz um roteiro intenso e psicológico, enquanto Igor Kordey traz desenhos e diagramações melhores que em seus trabalhos com os Novos X-Men e X-Treme X-Men.
QUEM ESCREVE: Greg Rucka.
QUEM DESENHA: Igor Kordey.
QUANTAS EDIÇÕES: 3.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #1 a 3.

:: Blade
DO QUE SE TRATA: O caçador de vampiros ganhou uma nova chance com o sucesso de seus filmes, mas não foi muito boa. No primeiro arco, a raça dos Vampor Vultur Vampyrus, que troca de corpos através de uma “forma de vapor”, volta a atacar, deixando os vampiros com medo, já que os V3s são mais fortes. Em contrapartida existe o grupo de vampiros conhecido como Os Sete, que busca a sobrevivência da espécie. Na sexta edição, Blade ajuda uma família com problemas com vampiros. Foi a gota d´água para a revista ser cancelada.
QUEM ESCREVE: Christopher Hinz.
QUEM DESENHA: Steve Pugh (#1 a 5) e Homs (#6).
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Não.

:: Cage
DO QUE SE TRATA: Luke Cage, o Herói de Aluguel, começou a reaparecer na série Alias, mas foi aqui que foi definido como ele seria neste século 21: ainda um herói de aluguel, mas que só trabalha na sua vizinhança, resolvendo problemas com gangues, por exemplo. Sem mais camisa aberta ou cabelo black power, foi colocado em sintonia com a moda black da periferia neste novo século, moda esta definida basicamente pelo gangsta rap, tipo de rap em que predominam músicas sobre alto estilo de vida e belas mulheres submissas, refletindo em correntes de ouro, óculos escuros, fones de ouvido e roupas caras. Azzarello reflete bem esse clima, quando Cage investiga a morte de uma moça de treze anos de idade. O herói descobre que é tudo parte de uma guerra entre três gangues distintas.
QUEM ESCREVE: Brian Azzarello.
QUEM DESENHA: Richard Corben.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, na revista Marvel MAX, edições #1 a 5.

:: Doctor Spectrum (Dr. Espectro: Espectro Total)
DO QUE SE TRATA: Minissérie saída de Poder Supremo, focando o Doutor Espectro. Conta o que acontece nos momentos em que o cristal assume o controle, enquanto a consciência do Doutor fica em uma dimensão paralela, revivendo seu passado. Sara Barnes trabalha todo o lado psicológico do personagem, enquanto Travel Foreman não realiza um trabalho excepcional, mas acima da média.
QUEM ESCREVE: Sara Barnes.
QUEM DESENHA: Travel Foreman (#1 a 5) e Greg Tocchini (#6).
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #19 a 24.

:: The Eternal
DO QUE SE TRATA: Uma trama rasa dos Eternos, onde alguns deles pegam uma mulher primata e a desenvolvem, enquanto recriam rituais de fecundação com outras mulheres primatas em busca de prazer. Porém, as mulheres começam a engravidar, então precisam ser eliminadas antes que os Celestiais, que criaram os Eternos, percebam. Além disso, Ikaeden e Jeska, a primeira primata, se apaixonam, o que leva a desentendimentos dentro do grupo. Em resumo, é uma história com intenções pornográficas, com frases como “adoro quando você está dentro de mim” (dita por Jeska), que usa os Eternos para justificar o espaço na Marvel.
QUEM ESCREVE: Chuck Austen.
QUEM DESENHA: Rev Walker.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Não. E não fez a mínima falta.

:: Fury
DO QUE SE TRATA: O dia-a-dia de Nick Fury, diretor da SHIELD, com direito a orgias e altíssimas doses de violência.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Darick Robertson.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, na revista Paladinos Marvel, números #8 a 12. Posteriormente, Fury ganhou uma nova minissérie pelo selo Marvel Knights, Fury: The Peacemaker, mais leve que a anterior e também já publicada, desta vez na revista Marvel MAX.

:: Haunt of Horror: Edgar Allan Poe
DO QUE SE TRATA: Adaptações dos poemas de Poe por grandes autores. Logo após as histórias, uma transcrição dos poemas.
QUEM ESCREVE: Edgar Allan Poe, Richard Corben, Rich Margopoulos.
QUEM DESENHA: Richard Corben.
QUANTAS EDIÇÕES: 3.
PUBLICADO NO BRASIL?: Por enquanto não. Bem que poderia. É um trabalho bem feito com grandes textos literários.

:: Hellstorm: Son of Satan
DO QUE SE TRATA: O Filho de Satã ganha minissérie. Ele precisa deter demônios que aproveitaram o furacão Katrina para invadir New Orleans, numa trama ainda mais complexa.
QUEM ESCREVE: Alexander Irvine.
QUEM DESENHA: Russell Braun.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Dificilmente.

:: The Hood (O Capuz)
DO QUE SE TRATA: Parker Robbins é um rapaz que tem a mãe em uma instituição para perturbados mentais e uma namorada grávida, e faz pequenos roubos para sobreviver, até que encontra um ser monstruoso que usa um manto com capuz. De posse do capuz e das botas da criatura, Robbins ganha poderes, entre eles o dom de ficar invisível quando prende a respiração. Então, Parker e seu comparsa John vão atrás de diamantes raros, assim como a máfia local. Brian K. Vaughan até tentou desenvolver uma série mensal, sem sucesso. O personagem voltou a aparecer na minissérie Beyond! (Abdução).
QUEM ESCREVE: Brian K. Vaughan.
QUEM DESENHA: Kyle Hotz.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, a partir de Marvel MAX #47, devido à importância que o personagem terá daqui pra frente no Universo Marvel.

:: Howard the Duck
DO QUE SE TRATA: O ser mais maluco da Marvel aparece em uma psicodélica minissérie, que já começa com uma capa onde ele está na forma de um rato muito famoso. Howard começa a mini em péssima situação, trabalhando de guarda em um ferro-velho, onde também mora. Já Beverly, sua namorada, começa a trabalhar em uma empresa que “fabrica” boy bands, cujo presidente é o Dr. Bong, arquiinimigo do Howard, que acaba jogando o “herói” em um líquido que o faz mudar de forma o tempo todo. Nisso eles encontram uma manopla chamada Doucheblade e um caçador místico chamado Hellboozer, entre outras paródias. Depois de encontrar uma apresentadora chamada Iprah, que estava possuída por um demônio, Howard visita o inferno, onde Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo bebem em um bar.
QUEM ESCREVE: Steve Gerber.
QUEM DESENHA: Phil Winslade.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Não. Infelizmente.

:: Punisher: Born (Justiceiro: Nascido para Matar)
DO QUE SE TRATA: Minissérie que busca revelar que Frank Castle já tinha traços psicóticos para se tornar o Justiceiro muito antes de sua família ser assassinada. Mais precisamente, durante a Guerra do Vietnã.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Darick Robertson.
QUANTAS EDIÇÕES: 4.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #10 a 13.

:: Punisher Presents: Barracuda
DO QUE SE TRATA: Barracuda, antagonista do Justiceiro, é contratado para proteger o filho tímido de um mafioso.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Goran Parlov.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Tomara. O material é bom, e Barracuda pode ganhar mais espaço na Marvel.

:: Punisher: The Cell (Justiceiro: A Cela)
DO QUE SE TRATA: O Justiceiro caça criminosos como sempre, mas desta vez dentro da prisão, na Ilha Ryker.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Lewis Larosa e Scott Koblish.
QUANTAS EDIÇÕES: Edição única.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Justiceiro Anual #1.

:: Punisher: The End
DO QUE SE TRATA: Os últimos dias do Justiceiro, num mundo tão enlouquecido que o anti-herói pode ser a pessoa mais sã viva.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Richard Corben.
QUANTAS EDIÇÕES: Edição única.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sairá em breve nas páginas de Justiceiro Anual #2.

:: Punisher: The Tyger
DO QUE SE TRATA: O Justiceiro relembra seus primeiros contatos com o crime e o sentimento de vingança, ainda quando criança.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: John Severin.
QUANTAS EDIÇÕES: Edição única.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sairá em breve nas páginas de Justiceiro Anual #2.

:: Rawhide Kid: Slap Leather
DO QUE SE TRATA: Rawhide Kid chega em uma cidade onde o xerife está sendo humilhado por uma quadrilha e o salva. O xerife então passa a ser humilhado por todos, inclusive pelo Prefeito da cidade, que é uma versão do Presidente George W. Bush, e acaba perdendo seu emprego. Rawhide acaba assumindo como xerife até surgir o substituto. Durante toda a minissérie, o roteirista usa e abusa de trejeitos “afeminados” de Rawhide, com a premissa de revelar que o personagem é homossexual. Tempos depois, o Guia Oficial da Marvel colocou em seu texto que Rawhide apenas fingiu ser homossexual para confundir seus inimigos, causando polêmica sobre a postura da Marvel em relação ao assunto.
QUEM ESCREVE: Ron Zimmerman.
QUEM DESENHA: John Severin.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Não, e será muito difícil que isso aconteça, já que as duas primeiras partes da trilogia, Blaze of Glory e Apache Skies, não foram publicadas aqui. Apesar de não deixarem claro as ligações entre as três minisséries, as histórias citam umas às outras, mostrando o senso de continuidade.

:: Shang-Chi: Master of Kung-Fu (Shang-Chi: Mestre do Kung Fu)
DO QUE SE TRATA: Shang Chi tem uma visão de Leiko Wu, outrora sua amada, que corre perigo, quando é visitado por seu amigo Clive Reston, e os dois vão investigar o vilão Saint Germain, que busca o Elixir da Vida, tão almejado pelo falecido pai de Shang. É quando o herói descobre que é realmente seu pai quem está por trás da trama, disfarçado de Saint Germain.
QUEM ESCREVE: Doug Moench.
QUEM DESENHA: Paul Gulacy.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #4 a 9.

:: Supreme Power (Poder Supremo)
DO QUE SE TRATA: Trata-se de uma versão atualizada do Esquadrão Supremo, uma versão da Liga da Justiça na Marvel. Nesta nova versão, Hipérion, a versão do Superman, é capturado pelo governo americano e criado por agentes para se tornar uma arma suprema e caçar outras figuras semelhantes, como o Borrão de Atlanta, que surge desenvolvendo sua supervelocidade naturalmente. Enquanto isso, outros dos futuros membros vão aparecendo em suas origens, como o Falcão Noturno, que tem seus pais assassinados por racistas. Joe Ledger, que havia se isolado na Guatemala, é chamado para operar um cristal especial criado a partir de elementos da nave que trouxe Hipérion à Terra, e se tornar o Doutor Espectro. Depois de conhecer os outros seres e descobrir sobre sua origem, Hipérion se rebela contra o governo dos Estados Unidos. Após muito tempo, a lenda da Princesa Poderosa se torna realidade, quando esta sai de seu mausoléu e vai ao encontro de Hipérion. Os superseres vão se encontrando, incluindo Kingsley, uma moça de raça aquática, até o final da série.
QUEM ESCREVE: J. Michael Straczynski. 
QUEM DESENHA: Gary Frank.
QUANTAS EDIÇÕES: 18.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #6 a 17, e #23 a 28. Virando Squadron Supreme (Esquadrão Supremo) e saindo do selo MAX, a série voltou a ser publicada a partir de Marvel MAX #37.

:: Supreme Power: Nighthawk (Poder Supremo: Falcão Noturno)
DO QUE SE TRATA: Minissérie que continua Supreme Power (Poder Supremo). Explora o racismo que motiva o Falcão Noturno. Nisso, surge o Palhaço, um farmacêutico que gosta de envenenar as pessoas através de drogas, levando a um grande esquema envolvendo traficantes, juízes e até o prefeito de Chicago.
QUEM ESCREVE: Daniel Way.
QUEM DESENHA: Steve Dillon.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #31 a 36.

:: Supreme Power: Hyperion (Poder Supremo: Hipérion)
DO QUE SE TRATA: Minissérie que continua Supreme Power (Poder Supremo), mostra o governo americano recrutando Emil Burbank, um homem com superinteligência; Raleigh Lund, o Forma, que pode alterar sua forma; Arcanna Jones, que pode alterar a realidade por magia; e Gaines, que carrega alta radição consigo. Os quatro são ordenados a atacar o desertor Hipérion, que foge. Quando eles o alcançam, ele está se encontrando com os superseres já conhecidos, como Princesa Poderosa e Doutor Espectro, além de outros novos. Em seguida corre uma trama confusa, que conflita com Supreme Power, o que é estranho, visto que é o mesmo roteirista. Dois Hipérions aparecem, sendo um o controlador da grande equipe e outro o que foi atacado no começo da história, envolvendo uma Terra paralela.
QUEM ESCREVE: J. Michael Straczynski.
QUEM DESENHA: Dan Jurgens.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, em Marvel MAX, edições #31 a 35.

:: Thor: Vikings
DO QUE SE TRATA: Bárbaros vikings foram amaldiçoados a viajarem pelos mares como mortos-vivos por mil anos. Os mil anos se passam e eles chegam em Nova Iorque, causando uma carnificina sem fim. O Deus do Trovão não dá conta de eliminá-los, e pede a ajuda do Doutor Estranho.
QUEM ESCREVE: Garth Ennis.
QUEM DESENHA: Glenn Fabry.
QUANTAS EDIÇÕES: 5.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, na revista Marvel MAX, números #14 a 18.

:: U.S. War Machine
DO QUE SE TRATA: Chuck Austen escreve e desenha esta série, que não foi projeto de mensal, mas também não chega a ser uma minissérie, já que tem 12 edições semanais. Apesar de parecer uma série longa, ela flui. Nela, Tony Stark anuncia que cancelará seus contratos com o governo americano, e que uma nova versão do Homem de Ferro será seu guarda-costas. Com isso, o projeto do Máquina de Combate será desativado. Enquanto isso, o Máquina de Combate impede uma ação da IMA, acabando violentamente com os terroristas, mas não sem a morte de uma refém. Como conseqüência, Jim Rhodes (o Máquina de Combate) é demitido da Stark Enterprises. Parnell Jacobs, que também já foi Máquina de Combate, ataca Rhodes em seu apartamento, quando Nick Fury os convoca até o porta-aviões da SHIELD. Fury obriga Parnell a contar que vendeu sua armadura à IMA, e depois apresenta outras armaduras de Máquina de Combate, desenvolvidas pela própria SHIELD, para montar uma unidade especial. Essa unidade tem como missão acabar com os planos da IMA para erradicar várias raças da Terra. Infelizmente, a missão falha, e dois agentes morrem. Com a ajuda de um esquelético Modok, eles vão em busca de vingança. Após uma longa batalha com o Dr. Destino (jogado na história), eles voltam e encontram Tony Stark furioso, e querendo sua tecnologia de volta. A história continua em US War Machine 2.0.
QUEM ESCREVE: Chuck Austen.
QUEM DESENHA: Chuck Austen.
QUANTAS EDIÇÕES: 12.
PUBLICADO NO BRASIL?: Não. O editor Fernando Lopes, em resposta a uma carta, disse que não existem planos para a série.

:: U.S. War Machine 2.0
DO QUE SE TRATA: Continuação da primeira série U.S. War Machine, agora com arte computadorizada (não que tenha melhorado muito). O Homem de Ferro agora está do lado da SHIELD (não explicam direito), logo depois de aparecer cobrando sua tecnologia.
QUEM ESCREVE: Chuck Austen.
QUEM DESENHA: Christian Moore.
QUANTAS EDIÇÕES: 3.
PUBLICADO NO BRASIL?: Se nem a primeira série foi publicada...

:: Wisdom
DO QUE SE TRATA: Pete Wisdom, da equipe Novo Excalibur, ganha história solo para mostrar suas missões não tão heróicas.
QUEM ESCREVE: Paul Cornell.
QUEM DESENHA: Trevor Hairsine e Manuel Garcia.
QUANTAS EDIÇÕES: 6.
PUBLICADO NO BRASIL?: É provável já que Novo Excalibur é publicado por aqui.

:: X-Men: Phoenix – Legacy of Fire (X-Men - Fênix: Legado de Fogo)
DO QUE SE TRATA: Projeto desenvolvido para o Mangaverso, virou MAX devido ao fato das protagonistas usarem roupas minúsculas o tempo todo, algo estranho, visto que mulheres com roupas sensuais são vistas com freqüência em séries não-voltadas ao público adulto. Madalayne e Jena Pyre, duas irmãs com poderes místicos da Fênix, buscam se aperfeiçoar como Guardiãs Místicas. Porém, o Rei das Sombras, após muito tempo dado como morto, reaparece e rouba a Espada da Fênix, e as duas irmãs vão buscar a arma. Ao enfrentar o Rei das Sombras, Jena acaba incorporando todo o poder da Fênix em si, iniciando um novo legado místico.
QUEM ESCREVE: Ryan Kinnaird.
QUEM DESENHA: Ryan Kinnaird.
QUANTAS EDIÇÕES: 3.
PUBLICADO NO BRASIL?: Sim, na edição especial X-Men - Fênix: Legado de Fogo.

:: Zombie
DO QUE SE TRATA: Assaltantes de banco percebem que fugir não será tão fácil quando começam a surgir zumbis por todos os lados.
QUEM ESCREVE: Mike Raicht.
QUEM DESENHA: Kyle Hotz.
QUANTAS EDIÇÕES: 4.
PUBLICADO NO BRASIL?: Provavelmente será, com a série de boas histórias com mortos-vivos que vem ganhando espaço atualmente.

  facebook


Thor: Vikings
Supreme Power
 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil