MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
27/06/2008
COLUNA - MR. SPOILER: FINAL CRISIS, DARKNESS, TITANS, JLA, THE INITIATIVE
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



Bem-vindo ao Mr. Spoiler, coluna do HQ Maniacs onde você encontrará resenhas dos mais recentes lançamentos dos Estados Unidos. Mas cuidado! Não são só as indicações do que é bom ou ruim no mercado estadunidense que constituem esta coluna. Como o próprio nome deixa claro, aqui você encontrará vários spoilers sobre os grandes acontecimentos do momento: mortes, ressurreições, novos status quo e muito mais.

FINAL CRISIS #1
DC Comics
Argumento: Grant Morrison
Arte: J. G. Jones
Cores: Alex Sinclair
Grant Morrison, mesmo em seus melhores trabalhos, tende a criar tramas bem truncadas, com acontecimentos algumas vezes carecendo de explicações, deixando alguns leitores confusos. Nos últimos anos, isso piorou, talvez pelo roteirista ter tido liberdade demais, criando histórias confusas e até mesmo algumas ruins, como a minissérie do Sr. Milagre, parte do evento Sete Soldados da Vitória.

Em Final Crisis, é tudo ou nada. Este com certeza será o trabalho de Morrison que mais dividirá as opiniões a seu respeito. Infelizmente, a julgar pela primeira edição, as críticas serão duras e merecidas.
A começar pelo erro editorial de desenvolver a morte dos Novos Deuses com antecedência. Morrison já declarou que a trama da edição estava pronta há um bom tempo, e que ele não mudou nada.

Porém, diversas revistas que foram lançadas antes deste primeiro número usaram os temas da edição, muitas vezes de forma diferente. O que causa grande estranhamento, pois vemos Órion morrer pela terceira vez (e de forma diferente), Superman ignorando sua participação na minissérie The Death of New Gods e todos os personagens tratando tais mortes como novidades, mesmo que todos saibam disso (ainda que desconheçam os motivos e o assassino) há meses.

A reencarnação dos Novos Deuses na Terra não é bem desenvolvida, parecendo até boba. Fica pior ao notarmos que eles reencarnaram antes mesmo de morrerem, na já citada minissérie do Sr. Milagre!
O que estava ficando óbvio há meses se comprova como verdadeiro nesta edição, a morte do Caçador de Marte. E isso é o que mais revoltou os leitores, e, novamente, com razão, afinal a morte do herói é conduzida da pior maneira possível, sem grandes explicações, sem impacto e até mesmo sem lógica.

Mesmo a arte de J. G. Jones decepciona, ainda que não tanto. Ele capricha em algumas páginas, enquanto está relaxado em outras. O pior lapso é quando desenha o rosto da Questão. Mas há personagens bem usados, como os Monitores, que em poucas páginas foram mais bem desenvolvidos do que em um ano durante a série semanal Countdown to Final Crisis. Anthro e Kamandi, mesmo com suas curtas participações, são os que mais instigam o leitor.

AVENGERS - THE INITIATIVE #12
Marvel Comics
Argumento: Dan Slott e Christos N. Gage
Arte: Steve Uy
Quando este título foi anunciado, muitos pensaram que seriam mostradas as aventuras das divisões da Iniciativa pelos Estados Unidos. Em vez disso, a revista se concentra no treinamento dos novos recrutas.

Uma grata surpresa, o título se tornou um dos melhores da Marvel atualmente, ainda que apresente algumas falhas no comportamento de alguns personagens, como Henry Peter Gyrich (que há vários anos vinha sendo mais humanizado, principalmente pelas mãos de Peter David e Geoff Johns).

Escrita por dois dos melhores roteiristas da atualidade, esta edição é uma enorme ponte de transação. Após conflitos internos, muita coisa está mudando entre os recrutas e responsáveis pelo treinamento na Iniciativa.

O primeiro grupo de recrutas se forma, cada um sendo designado para sua equipe de campo, no que é talvez o maior erro do título até o momento, visto que a formatura foi muito precipitada, com muitos dos personagens tendo aprendido muito pouco em seu treinamento.

Ainda assim, o título segue com ótimos momentos, como a transformação de Triatlo no novo Homem 3-D (muito embora, depois de seu tempo de experiência com os Vingadores, seja estranho ele ter precisado de treinamento), a formação de um grupo renegado de Novos Guerreiros comandado por Justiça e o desenvolvimento de um mistério envolvendo o Máquina de Combate.

JUSTICE LEAGUE OF AMERICA #20
DC Comics
Argumento: Dwayne McDuffie
Arte: Ethan Van Sciver
Cores: Brian Miller
Desde seu retorno nas mãos de Brad Meltzer, a Liga da Justiça vem apresentando boas histórias, mas falta um algo mais, algo que prenda o leitor, crie a expectativa por uma próxima edição.

A formação é bem variada e bem escolhida, ainda mais com a volta do Flash/Wally West e a adesão de Nuclear. A equipe tem um (ou seriam dois?) ótimo QG. McDuffie é um ótimo escritor e a arte, mesmo que irregular em alguns momentos, não compromete.

O problema parece ser a falta de desenvolvimento e de grandes ameaças, a verdadeira especialidade da Liga. O primeiro ano, nas mãos de Meltzer, mesmo sendo bem escrito, foi muito arrastado. Quando McDuffie assume, precisa se preocupar com pontas soltas para futuras histórias, algumas que nem mesmo são da Liga.

Ainda assim, o roteirista, já acostumado com o grupo, visto sua brilhante passagem pela série animada da equipe, escreve tramas de qualidade, como a desta edição, onde a Mulher-Maravilha “dá uma dura” no Flash, convencendo-o a se comprometer mais com a Liga, ao mesmo tempo em que enfrentam a Abelha-Rainha.

O escritor vem pelo caminho correto, explorando as relações entre os membros, coisa raramente feita na Liga, e dando lugar a inimigos clássicos. Só falta agora mostrar a equipe de heróis agindo em conjunto, pois na maioria das vezes só poucos membros dão as caras em cada edição.

Sciver, que é apenas desenhista convidado, mostra que deveria ser o titular, dado seu excelente trabalho, que só vem melhorando com o passar do tempo.

THE DARKNESS #1 (Volume 3)
Top Cow
Argumento: Phil Hester
Desenhos: Michael Broussard
Arte-final: Ryan Winn
Cores: Matt Milla
Nova revista mensal, nova equipe criativa e uma nova vida para Jackie Estacado. Agora um lorde criminoso (ou, na opinião de alguns, líder de uma república das bananas) comandando o país de Sierra Muñoz, Estacado quer deixar sua vida anterior para trás, o que pode não ser tão fácil.

Para garantir o seu poder e riqueza, ele agora conta com um parceiro cientista. Juntos, eles desenvolveram uma nova droga, feita a partir da própria Escuridão controlada por Jackie.

Com desdobramentos interessantes e a arte bonita de Broussard, essa nova fase é promissora, mas ainda é difícil de engolir Jackie vendendo drogas, visto que sempre foi mostrado contra elas em sua série original. O jeitão da trama e o novo visual de Jackie lembram um pouco o clássico Scarface, estrelado por Al Pacino.

TITANS #1
DC Comics
Argumento: Judd Winick
Desenhos: Ian Churchill
Arte-final: Norm Rapmund
Cores: Edgar Delgado
Retomando de onde o especial dos Titãs do Leste (nova equipe criada por Cyborg, que é praticamente massacrada antes mesmo de sair em missão), os mais clássicos membros dos Titãs são atacados por estranhas criaturas ao redor do universo.

Após derrotarem seus atacantes, Asa Noturna, Mutano, Ravena, Estelar, Arqueiro Vermelho, Flash e Donna Troy se reúnem e descobrem que os alvos dos ataques são todos que já foram Titãs. A nova equipe de Cyborg foi desmantelada, com todos os membros em estado crítico, menos Poderoso, que está morto. Sem fazer grande mistério, o grupo logo chega à conclusão de quem é o responsável por tudo isso: Trigon, talvez o mais poderoso e temível inimigo dos Titãs.

Winick é um escritor muito irregular, pendendo sempre para o lado negativo da equação. Por outro lado, sempre gostou de usar os Titãs em suas tramas, aparentemente tendo algum respeito por eles.

Se de um lado temos um escritor duvidoso, do outro temos um artista medíocre. A arte de Churchill já foi pior do que hoje em dia, mas ainda continua muito ruim, com músculos exagerados demais. O pior é a falta de noção do “artista” na hora de dimensionar as máscaras de Asa Noturna e Robin e o símbolo peitoral do Flash, todos sofrendo de gigantismo.

Ainda é cedo para afirmar com toda a certeza, mas, à primeira vista, essa nova reunião dos Titãs clássicos veio na contramão do momento atual da DC, onde a grande maioria das revistas mensais está de parabéns.

  facebook


 
Tags : Mr. Spoiler, FINAL CRISIS #1, Grant Morrison, J. G. Jones, Alex Sinclair, Sr. Milagre, Sete Soldados da Vitória, Novos Deuses, Superman, The Death of New Gods, Caçador de Marte, Questão, Monitores, Countdown to Final Crisis, Anthro, Kamandi, AVENGERS - THE INITIATIVE #12, Dan Slott, Christos N. Gage, Steve Uy, Iniciativa, Henry Peter Gyrich, Peter David, Geoff Johns, Triatlo, Homem 3-D, Novos Guerreiros, Justiça, Máquina de Combate, JUSTICE LEAGUE OF AMERICA #20, Dwayne McDuffie, Ethan Van Sciver, Brian Miller, Brad Meltzer, Liga da Justiça, Flash, Wally West, Nuclear, Mulher-Maravilha, Abelha-Rainha, THE DARKNESS #1 (Volume 3), Phil Hester, Michael Broussard, Ryan Winn, Matt Milla, Jackie Estacado, Scarface, Al Pacino, TITANS #1, Judd Winick, Ian Churchill, Norm Rapmund, Edgar Delgado, Titãs do Leste, Cyborg, Asa Noturna, Mutano, Ravena, Estelar, Arqueiro Vermelho, Donna Troy, Poderoso, Titãs




 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil