MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
12/08/2008
REVIEW - CINEMA: ASTERIX NOS JOGOS OLÍMPICOS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



Em 1999, Asterix e Obelix Contra César chegou aos cinemas, surpreendendo a todos com seu divertimento. Em 2002 foi a fez de Asterix e Obelix 2: Missão Cleópatra, bem inferior ao primeiro filme, perdendo muito de sua graça e pouco centrado na dupla de protagonistas.

Agora é a vez, depois de muita espera, do terceiro filme, Asterix nos Jogos Olímpicos (Astérix aux Jeux Olympiques), que, felizmente, mesmo ainda não dando destaque o bastante para o protagonista (desta vez Obelix ficou de fora no título), se saiu muito melhor do que a segunda aventura da franquia.

De cara, o filme traz uma grande mudança. Clovis Cornillac (talvez mais lembrado no Brasil pelo filme Cavaleiros do Ar) substitui Christian Clavier no papel de Asterix. Tal mudança causou receio quando anunciada, mas no final das contas não afetou a qualidade da produção, já que o novo ator desempenha bem seu papel, sendo algumas vezes mais bem-humorado do que Clavier. O fato de Asterix quase nunca ser o personagem principal nas tramas destes filmes com certeza ajudou neste quesito.

A história, desta vez, se inicia com o jovem gaulês Poetix (Stéphane Rousseau), que, apaixonado pela Princesa Irina (Vanessa Hessler), se vê obrigado a competir nos Jogos Olímpicos para ganhar o coração de sua amada, tudo porque ela tem um outro perigoso pretendente: Brutus (Benoít Poelvoorde). Claro, Asterix e Obelix (Gérard Depardieu) logo apóiam o compatriota, indo competir ao lado dele na Grécia.

Depardieu segue sendo o Obelix perfeito, divertido, bem caracterizado, sempre se mostrando muito à vontade com o papel. Não é para menos que, em várias ocasiões, o ator, falando sobre sua decisão de se aposentar em breve, afirmou que abriria exceções no caso de novas oportunidades de interpretar Obelix.

Quem rouba a cena quase sempre que aparece na tela é Poelvoorde no papel de Brutus. Seja pela presunção do personagem, suas tentativas de matar seu pai, ou simplesmente pelo talento humorístico do ator, Brutus leva o público às risadas com facilidade, sendo sem sombra de dúvida o personagem mais engraçado da película.

Falando em Brutus, seu pai, Júlio César, é interpretado com grande cinismo e competência pelo veterano Alain Delon, que consegue divertir ao mesmo tempo que passa o tom imponente da figura histórica.

Vale lembrar que dois nomes famosos foram ligados à produção, dados quase como certos, mas no fim das contas não participaram do filme, sem maiores explicações. Tratam-se da brasileira Gisele Bündchen, que chegou a ser anunciada para o papel de Princesa Irina; e do eternamente em baixa Jean-Claude Van Damme, que viveria um dos atletas romanos.

Embora muito divertido, em momentos de mais calma (entenda-se de menos comédia), o filme é um tanto enfadonho, mas o verdadeiro ponto negativo é o final decepcionante. Tendo tido a ótima idéia de utilizar vários esportistas reais fazendo pontas, o filme pecou por não saber dosar, distribuir ou até mesmo contextualizar essas participações.

O jogador de futebol Zinedine Zidane, o jogador de basquete Tony Parker e a tenista Amélie Simone Mauresmo são simplesmente jogados no meio do tradicional banquete que finaliza todas as aventuras de Asterix, sem explicações, apenas para demonstrar suas habilidades esportivas, num trecho que parece nem fazer parte do filme.

O único esportista bem aproveitado foi o ex-corredor de Fórmula 1 Michael Schumacher (ao lado de Jean  Todt, diretor-executivo da Scuderia Ferrari), que faz uma divertida participação na corrida de bigas, ou seja, surge no filme de uma maneira que serve ao enredo.

Elenco: Clovis Cornillac, Gérard Depardieu, Benoît Poelvoorde, Alain Delon, Vanessa Hessler, Franck Dubosc, José Garcia, Stéphane Rousseau, Jean-Pierre Cassel, Elie Semoun. Roteiro: Thomas Langmann, Olivier Dazat, Alexandre Charlot, Franck Magnier. Direção: Frédéric Forestier, Thomas Langmann.

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil