MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
27/07/2010
MATÉRIA: OS QUADRINHOS DE PREDADORES
 
 
Predators - The Official Adaptation of the Blockbuster Film
 
 
Predators: Preserve the Game - The Official Sequel to the Blockbuster Film
 
 
 
 
 
 
 


Os Predadores já tiveram muitas revistas em quadrinhos, sempre publicadas pela Dark Horse Comics, incluindo o início da já tradicional rixa com outra famosa raça de alienígenas famosos dos cinemas: os Aliens. Muitas destas HQs, algumas publicadas em parceria com outras editoras, apresentaram os Predadores no encalço de personagens ilustres, como Batman, Tarzan e Juiz Dredd.

O novo filme da franquia, intitulado simplesmente Predadores, também ganhou seu espaço nos quadrinhos. A Dark Horse lançou três HQs distintas: um prelúdio, a adaptação oficial da produção e uma continuação. Se não quiser estragar nenhuma surpresa do filme, é melhor parar por aqui.

O prelúdio, chamado apenas Predators, é uma minissérie em quatro edições que publica em suas páginas duas histórias distintas, que ajudam a preparar o terreno para o filme. A primeira aventura, "Welcome to the Jungle" (Bem Vindo à Selva), tem roteiro de Marc Andreyko (de Justiceira), com desenhos do brasileiro Guilherme Balbi e arte-final do também brasileiro José Verissimo. A trama apresenta um grupo de militares que vai parar no planeta que serve como reserva de caça dos Predadores. Claro, um a um, eles vão sendo eliminados, até restar apenas um, que conhece Noland, o personagem interpretado por Laurence Fishbourne nos cinemas. E é aqui que a revista começa a soar diferente demais do filme, pois Noland aparenta ser uma pessoa relativamente normal (sem as pirações do longa metragem), muito mais magra do que o ator e até seu histórico no planeta não condiz com as informações passadas no filme.

Ainda assim a trama se interliga com o filme, pois vemos o corpo do líder do grupo de humanos ser encontrado pelos seus sucessores no filme. Melhor ainda, alguns aspectos do filme ficam bem mais claros. Por exemplo, em certo momento da aventura cinematográfica ficamos sabendo que os Predadores caçam neste mundo sempre em trios, o que deixa muitos confusos quando vemos um quarto Predador amarrado e indefeso, ainda mais quando ele enfrenta outro de sua raça. Bem, nesta HQ fica explicado que dois clãs de Predadores usam o planeta, caçando suas presas e também lutando entre si. Vemos até o momento em que o Predador é aprisionado.

A segunda história da minissérie se chama "A Predatory Life" (Uma Vida Predatória), escrita por David Lapham (de Balas Perdidas), desenhada pelo argentino Gabriel Guzman e arte-finalizada por Mariano Taibo. Centrada em Royce, o personagem vivido por Adrien Brody no filme, a trama mostra sua última missão antes de ser abduzido pelos Predadores. A história é uma forma de dar suporte ao conflito do personagem no filme, o mostrando sempre com alguém com pouca consciência, que só se importa com a própria sobrevivência, elementos que são colocados em xeque no cinema.

A adaptação oficial em quadrinhos, lançada como uma edição especial, tem uma abordagem interessante. Não é novidade para ninguém que adaptações costumam variar entre ruins e fracas. Os motivos são muitos: roteiristas se veem forçados a deixar de fora elementos que podem estragar o filme, já que as adaptações costumam ser lançadas antes da estreia nos cinemas. A HQ muitas vezes é elaborada tendo em conta o roteiro original, antes que passe por modificações durante as filmagens e, do mesmo modo, em várias ocasiões, antes da escolha dos atores, o que não ajuda nada na representação visual.

O que torna essa adaptação realmente interessante é o fato de não ser uma cópia ao pé da letra do filme. Já no início vemos isso, pois a trama, diferente do filme, não começa no planeta alienígena, mas sim na Terra, mostrando Isabelle (Alice Braga) em missão nas selvas da Nicarágua, local onde se passou o primeiro filme da série. Ela está lá justamente para matar sua curiosidade, já que leu os relatórios de Dutch, o personagem de Arnold Schwarzenegger. Ou seja, esse pequeno detalhe dá muito mais embasamento à cena do filme onde descobrimos que a personagem tem alguma noção sobre os Predadores. Mas essa introdução na HQ tem ainda outro propósito, aprofundar a personagem um pouco mais, criando uma situação que justifique a camaradagem e compaixão da personagem no filme, mostrando seu arrependimento ao não intervir para salvar seu parceiro numa situação de vida ou morte para ambos. Claro, é nesta mesma missão que ela é abduzida pelos Predadores.

E as coisas continuam interessantes a partir daí, pois a adaptação muda o foco de Royce para Isabelle, presenciamos toda a história de seu ponto de vista, o que torna a HQ muito interessante. Escrita por Paul Tobin, essa adaptação, tirando o destaque de Isabelle, não apresenta outras mudanças significativas com relação ao filme. A arte de Victor Drujiniu, arte-finalizada por Tony Kordos, David Rivera e Jordi Tarragona, representa muito bem o elenco.

Por fim, vem a continuação do filme em mais um especial. Predators: Preserve the Game (Predadores: Reserva de Caça, em tradução livre) se passa dois meses depois do final do filme, com Royce e Isabelle ainda lutando para sobreviver. Isabelle continua firme em suas convicções, enquanto Royce começa a ficar mais coração mole, principalmente quando os dois iniciam uma relação amorosa. Royce ainda quer sair do planeta usando uma nave dos Predadores.

Os alienígenas, por sua vez, parecem estar impressionados pelo desempenho de Royce, que vem conseguindo vencer todos os desafios que lhe são impostos. Prova disso é que ele logo recebe todo o equipamento dos Predadores, personalizado para a língua inglesa. O problema é o motivo disso: seu próximo desafio, um Predador ainda mais feroz do que os demais, tendo até quatro braços! Desta vez a parte interessante é o detalhamento do equipamento dos Predadores, conosco descobrindo junto de Royce as propriedades da armadura alienígena, que absorve impactos e aumenta a agilidade e adrenalina do usuário.

Uma boa continuação para o filme, a edição tem roteiro de David Lapham, desenhos de Allan Jefferson e arte-final por David Rivera e Jordi Tarragona. Mas nem tudo é perfeito aqui. A arte, embora competente, não retrata bem os atores, além de ficar um tanto relaxada em vários momentos. Como era de se esperar, a situação de Royce e Isabelle não se resolve, com a dupla continuando  a lutar pela sobrevivência no planeta. Resta saber se algo disso será aproveitado em Predadores 2, que o produtor e co-roteirista Robert Rodriguez confirmou já estar desenvolvendo.

Veja mais sobre Predadores

  facebook


Predators - The Official Prequel to the Blockbuster Film
 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil