MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
18/03/2011
REVIEW - CINEMA: INVASÃO DO MUNDO - BATALHA DE LOS ANGELES
 
 
Invasão do Mundo: Batalha de Los Angeles
 
 
 
 
 
 
 
 


Invasões alienígenas deixaram de ser novidade no cinema há décadas. E, nos últimos anos, os estúdios hollywoodianos acertadamente evitaram o assunto, com algumas exceções que quase sempre encontraram o fracasso.

Indo contra a corrente, chega aos cinemas Invasão do Mundo: Batalha de Los Angeles (Battle: Los Angeles, ou World Invasion: Battle of Los Angeles, já que o filme é um dos vários com título indefinido durante a divulgação, algo cada vez mais comum ultimamente). Estreando em primeiro lugar nas bilheterias norte-americanas, o filme chamou atenção, mas isso não quer dizer que ele é a salvação do gênero.

Meteoros são detectados em direção à Terra. Quando estão perto de cair, desaceleram e mudam sua trajetória. É claro, trata-se de uma invasão alienígena, que em pouco tempo devasta grandes centros no mundo todo. Los Angeles tenta resistir, e o filme acompanha uma unidade dos fuzileiros navais americanos enfrentando os invasores, enquanto tenta evacuar os civis de uma área que será bombardeada.

Como se pode notar, o roteiro é simples, e até mais do que se imagina. Os motivos da invasão são apresentados de maneira solta e o foco é mesmo nos soldados, o que ao menos dá identidade própria ao filme, que de fato trata apenas da batalha de Los Angeles, nos deixando na maior parte do tempo no escuro quanto aos acontecimentos em escala global.

A ação é em ritmo frenético, algo que já é tradicional hoje em dia, com câmeras balançando, sujeira voando para todo o lado, tudo para dificultar a visualização dos alienígenas, que raramente aparecem inteiramente. Os invasores, aliás, têm um visual peculiar, mais um item positivo do filme: tudo parece mais mecânico do que orgânico e o design lembra bastante os robôs criados pelo desenhista dos quadrinhos Ashley Wood.

Embora bem sucedido na ação, Invasão do Mundo peca bastante nos personagens. Aaron Eckhart vive o Sargento Nantz, veterano prestes a se aposentar depois de perder vários homens em combate. Esse fato não apenas o desmotivou como faz com que seus novos comandados não confiem nele. O personagem é o único com algum desenvolvimento durante o filme, enquanto todos os outros se dividem entre os insignificantes ou figurantes de luxo.

A introdução da trama torna a falta de aprofundamento dos personagens um defeito ainda mais agravante, pois perde bastante tempo nos apresentando ao grupo de fuzileiros, para, poucos minutos depois, isso não fazer diferença alguma, salvo a história de um deles, que tem motivos pessoais para não ir com a cara de Nantz.

Michelle e Ramon Rodriguez estão entre estes coadjuvantes mal aproveitados, principalmente Ramon. Michelle ainda serve para algo dentro da história, ao menos teoricamente. A pobre atriz, depois de alguns papéis de maior destaque no começo da carreira, parece cada vez mais afundada em participações pequenas e sem importância.

O tom realista imprimido a Invasão do Mundo é sua maior vantagem. Os fuzileiros têm pouca chance de vitória, armamento inferior e o tom é muito mais de um filme de guerra do que de uma ficção, e isso é traduzido em uma situação terrível para a humanidade, sem saídas milagrosas tiradas da manga. Em contraponto, o exagero patriótico americano também se faz presente, como sempre criando cenas constrangedoras.

O filme solta vários detalhes interessantes sobre os alienígenas: sua busca pela água da Terra, o modo como o armamento está acoplado a seus corpos, mas, como dito antes, nada disso é aprofundado. Como a intenção é fazer continuações situadas em outras cidades, esperemos que esses pequenos detalhes interessantes possam um dia evoluir para uma história mais trabalhada.

Elenco: Michelle Rodriguez, Aaron Eckhart, Bridget Moynahan, Lucas Till, Jim Parrack. Roteiro: Christopher Bertolini. Direção: Jonathan Liebesman.

Veja também:
- Galeria de Imagens
- Notas de Produção

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil