MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
11/11/2011
MATÉRIA: HATSUNE MIKU LIVE IN SAPPORO
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

O portal HQ Maniacs esteve presente no show Hatsune Miku Live in Sapporo e conta como foi o evento.

Hatsune Miku, ou simplesmente “Miku”, a cantora virtual mais famosa do mundo, fez sua primeira apresentação em solo brasileiro neste último fim de semana. Trazida pela Live Viewing Japan, apresentou-se no UCI Cinema em São Paulo, no sábado, dia 5 de novembro.

A cantora é uma personagem desenhada em estilo mangá e animada por computação gráfica, criada inicialmente para vender um sintetizador de voz chamado Vocaloid. Em poucos anos conquistou muitos fãs pelo mundo inteiro, inclusive no Brasil. Como já havia acontecido com vários outros animes e mangás, ficou famosa por aqui sem NUNCA ter tido nenhum produto licenciado em terras verdes-amarelas.

Hatsune Miku e sua turma de Vocaloides (palavra originária de Vocal+Andróides) nunca lançaram um CD no Brasil ou sequer tiveram um de seus softwares sintetizadores de voz vendidos em nossas lojas de informática (o que comprova que o boca-a-boca da internet pode reduzir bastante os custos com publicidade e marketing). De alguma forma, a Live Viewing Japan suspeita da fama de Miku no Brasil e quis testar nossa receptividade - outros países escolhidos foram França e Tailândia. Agora, é só questão de tempo para vermos o rosto da meiga cantora em nossas prateleiras.

A apresentação no UCI Cinema pode ser considerada a primeira aparição oficial de Miku no Brasil. Não se trata de um show ao vivo, mas de uma gravação do show ocorrido no Japão, na cidade de Sapporo, no dia 16 de agosto deste ano: o Hatsune Miku Live Party 2011 LIVE in Sapporo. A tecnologia usada na apresentação é mantida em segredo por seus idealizadores.

Usando a voz da dubladora Saki Fujita, Miku canta e dança no meio de uma banda de verdade, com pessoas de verdade, tocando músicas com instrumentos de verdade, em um palco de verdade (show que se preza não poderia ser playback, não é?). Para os japoneses, eles podem vê-la em todos os ângulos, mas para os brasileiros, por enquanto, só na telona. E mesmo na telona, a cantora agradou aos fãs brasileiros, que gritavam fortemente como se ela pudesse ouvi-los.

A exibição não deixou a desejar. Adesivos e panfletos foram distribuídos na entrada, balões enfeitaram as cadeiras, que mais tarde foram lançados ao ar pelo público que se divertia muito. Fãs seguravam placas e utensílios luminosos de várias cores, alguns vestiam cosplay - a vibração e a energia era como em um show de verdade. 

A dublagem foi em japonês e não houve legenda alguma desde o começo do “filme” (não que os fãs se importem com isso - muitos deles falam um pouco de japonês). “Eu já sou bem viciado, então já tenho uma noção básica de japonês. Quem gosta mesmo de verdade acaba tendo um conhecimento bem básico de japonês. Dá pra responder o que o holograma fala no show”, relatou Stefanno, de 18 anos. Talvez fosse essa a intenção da ausência de legendas: fazer com que a audiência se sentisse verdadeiramente em Sapporo, o que explicaria os gritos histéricos de seus fãs diante de uma exibição de show gravada.

A opinião geral do público mostra que Hatsune Miku fez muito sucesso por aqui sim: “Foi bastante interessante porque teve uma interação do público geral! Não esperava! O pessoal trouxe bexigas e luminárias de neon! Realmente teve a festa lá dentro!”,  disse Anne, de 27 anos. A apresentação, mesmo em um local de difícil acesso em São Paulo (uma sala de cinema no Shopping Jardim Sul), com pouca divulgação e com preços pouco generosos, quase lotou suas cadeiras. Isto é, um grande sucesso! É claro que melhoraria se a apresentação fosse em 3D!

Hoje em dia, qualquer filme pode ter uma versão 3D, então, por que não ver a Miku voando pelo palco com os óculos de cinema? (fica aí a dica para os organizadores do próximo show da Miku). Seus fãs estavam realmente determinados a vê-la. Imagine como seria se a exibição fosse em um lugar de fácil acesso ao metrô e as linhas de ônibus? Ainda não se sabe se haverá lançamento do DVD oficial do show no Brasil, mas se houver, com certeza fará a alegria dos fãs.

Parece exagero que uma cantora virtual e seus outros amigos cantores virtuais (cada qual com seu próprio dublador) façam tanto sucesso.” O show foi bem legal! O pessoal ficava gritando, cantando, pulando e jogando bexiga”, disse Sabrina, de 14 anos. Miku e os outros vocaloides são um fenômeno mundial. Com seu longo cabelo (que às vezes é verde, às vezes azul e outras verde-água), suas roupas de estilo “kawaii” (bonitinho e fofinho, na linguagem dos fãs de anime), seu jeitinho que esbanja delicadeza e graciosidade, Miku encanta, cativa e diverte pessoas de todas as idades.

Veja também:
- Notícias e lançamentos sobre mangá e anime
  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil