MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
02/12/2011
REVIEW - CINEMA: OS MUPPETS
 
 
Os Muppets
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Um filme de temática infantil, mas que parece arquitetado especialmente para o público adulto. Essa estranha afirmação basicamente descreve Os Muppets (The Muppets), o novo filme dos bonecos de pano mais famosos do mundo.

O casal Gary (Jason Segel) e Mary (Amy Adams) viaja para Los Angeles junto de Walter (o irmão de Gary, que é um boneco como os Muppets). Lá, de maneira acidental, descobrem que o ricaço mal intencionado Tex Richman (Chris Cooper) pretende derrubar o Teatro Muppet para explorar o petróleo achado abaixo da propriedade. Para salvar o antigo palco dos Muppets, o trio precisará ajudar Kermit a reunir seus antigos colegas e montar um novo show para arrecadar a fortuna necessária.

Em primeiro lugar, alguns devem estar se perguntando “quem diabos é Kermit?” Bem, é o bom e velho Caco, o Sapo. O problema é que a Disney decidiu padronizar o nome mundialmente, com direito até a uma introdução explicando isso. É uma prática bastante comum nos últimos anos por parte de grandes empresas, que desejam deixar sua marca mais forte, mas que, ao menos no curto prazo, tem o efeito contrário, afinal elimina o nome pelo qual o personagem foi conhecido por décadas no Brasil.

Agora sim, vamos ao filme, uma das melhores surpresas do ano, simplesmente por ser extremamente divertido, ao mesmo tempo em que tem um enorme respeito pela bagagem dos personagens. Os Muppets já são uma grande tradição da cultura pop, seja na TV, cinema ou quadrinhos. E já era hora de ganharem uma produção de grandes proporções.

E bota grande nisso! E não no sentido do exagero, pelo contrário, o filme nos conquista justamente por sua simplicidade, não fugindo do modo de ser dos Muppets. A grandiosidade fica por conta da promoção, inteligente desde o início, satirizando trailers dos maiores lançamentos da temporada. Segue pelo enorme número de bonecos presentes, bem como convidados especiais. E era disso que a franquia precisava: atrair a atenção do público sem sacrificar um legado construído por décadas.

E é esse o motivo pelo qual o filme, que deve agradar também as crianças, agrada ainda mais aos adultos. Em sua missão para reunir os Muppets, Caco (sim, sou um dos que não aceitaram a mudança!) e companhia fazem uma viagem nostálgica que tem efeito até em quem não acompanhava o show original. Isso porque os bonecos, por mais infantilizados e simplistas que sejam, ainda conseguem ser mais profundos e simpáticos do que boa parte dos personagens vistos em outras grandes produções, normalmente estereotipados e interpretados sem o menor esmero.

Ao visitar cenários clássicos, relembrar antigos convidados e até as relações entre eles, os Muppets criam uma nostalgia que chega em alguns momentos até a ser um tanto melancólica, algo surpreendente num filme do gênero. Mas isso não estraga em nada a diversão, na verdade ajudando a equilibrar as coisas. Assim, o longa não cai no besteirol, um perigo sempre existente nas comédias americanas, criando um certo drama em meio a piadas ingênuas e outras um pouco mais sarcásticas, que ironizam as próprias tradições dos Muppets, principalmente os números musicais, tão chatos em outras produções, mas que aqui, sendo exatamente iguais, surtem um efeito bem diferente justamente por esse humor autocrítico.

Como ressaltado antes, uma das tradições mantidas foi a participação de diversos nomes famosos, sejam cantores ou atores, incluindo Jack Black, Rashida Jones, Neil Patrick Harris, Alan Arkin, Emily Blunt, Ken Jeong, Whoopi Goldberg, Selena Gomez, Jim Parsons, Zach Galifianakis e Mickey Rooney, entre outros. Mas é dentro deste tópico que se encontra a única crítica mais pesada a se fazer: vários outros atores anunciados pela Disney, no final das contas, não estão no filme, como Jean-Claude Van Damme, Billy Crystal e Danny Trejo. Alguns até deram as caras nos trailers sátira, mas boa parte simplesmente desapareceu, sem nenhuma declaração por parte dos envolvidos.

Salvo esse pequeno caso de “propaganda enganosa”, Os Muppets é diversão pura e simples: alegria para a criançada e ainda mais para os adultos, afinal relembrar os bons momentos da infância torna tudo ainda mais prazeroso. E a diversão começa antes mesmo do filme, com um novo curta de Toy Story que entra no ritmo de Os Muppets, apresentando uma ótima trama que nostalgicamente homenageia a história do filme original.

Elenco:  Amy Adams, Jason Segel, Chris Cooper. Roteiro: Jason Segel e Nicholas Stoller, baseado nos personagens criados por Jim Henson. Direção: James Bobin.

Veja também:
- Galeria de com mais de 40 imagens do filme
- Notas de produção, vídeos e notícias sobre Os Muppets   

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil