MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
31/01/2012
REVIEW - DVD: GRANDES ASTROS - SUPERMAN
 
 
Grandes Astros: Superman
 
 
 
 
 
 
 
 


Quando Grant Morrison e Frank Quitely criaram a HQ Grandes Astros: Superman (All-Star Superman), os elogios não paravam, e em pouco tempo a história já era considerada um clássico moderno e uma das melhores do personagem. Alguns podem achar até exagero, com certa razão, mas realmente o trabalho é marcante.

Tanto que logo foi adaptado para um longa-metragem animado, com roteiro do finado Dwayne McDuffie e direção de Sam Liu. O resultado não é ruim, mas acaba sendo um tanto desbalanceado.

Superman (no original com a voz de James Denton) descobre estar perto da morte e decide fechar suas pendências antes de partir, ajudando a humanidade do melhor jeito possível, tendo uma importante conversa com Lois Lane (Christina Hendricks) e enfrentando pela última vez seu maior rival, Lex Luthor (Anthony LaPaglia), que, é claro, sempre tem um grande plano preparado.

A ideia da trama e todas as passagens presentes no desenho são bem fieis à HQ, o problema é o que ficou de fora. Não é de hoje que os fãs dos heróis da DC Comics reclamam da curta duração dessa linha de animações e, desta vez, fica muito claro que eram necessárias ao menos duas horas para uma trama mais elaborada. Não, o filme não é ruim, mas quem leu a HQ rapidamente sente que ficaram faltando elementos importantes, daqueles que acrescentariam muito ao drama e profundidade, como, por exemplo, a passagem da morte de Jonathan Kent, o momento mais emotivo da HQ.

Com isso, mesmo comovente, o desenho perde o ritmo em vários momentos. Quem leu a HQ, mesmo decepcionado com os “cortes”, consegue apreciar o resultado final. Por outro lado, quem apenas assiste ao filme, tem a impressão de ter pegado o bonde andando, ficando com a sensação de estar vendo um episódio do meio de uma série, e não uma história fechada.  Aqui é até bom ressaltar que parte dessa impressão não se deve apenas aos cortes, mas ao estilo de narrativa de Grant Morrison, que é mantido até certo ponto, e que sempre é fragmentado.

Uma boa mudança foi nos traços. Em vez de literalmente transportar a arte de Frank Quitely, a Warner Animation teve o bom senso de alterar o traço do desenhista, o “embelezando”, algo totalmente necessário e acertado, afinal, por mais dinâmica que seja a arte de Quitely, temos de reconhecer que boa parte de seus personagens são simplesmente deformados, principalmente as mulheres. Do modo como foi feito, o desenho mantém o espírito do trabalho original, sem encher a tela de criaturas grotescas em todas as cenas.

Uma tradição é mantida: uma trilha sonora que em alguns momentos parece tentar emular o tema clássico do herói, algo tentado em quase todas as produções envolvendo o personagem. Ao menos, desta vez, o resultado combina com o clima da produção.

Vozes originais: James Denton, Christina Hendricks, Anthony LaPaglia, Edward Asner, Steve Blum, Matthew Gray Gubler. Roteiro: Dwayne McDuffie, baseado no roteiro original de Grant Morrison e Frank Quitely. Direção: Sam Liu.

Veja também:
- Galeria com 16 imagens da animação

- Notícias sobre Superman
- Outras matérias e reviews

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil