MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
21/06/2013
REVIEW - CINEMA: JUAN DOS MORTOS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


É indiscutível: os zumbis estão na moda novamente. Nos últimos anos, vimos o sucesso vir de diversas frontes: The Walking Dead, Zumbilândia, Todo Mundo Quase Morto. Até mesmo em meio aos conflitos políticos de Game of Thrones.

Essa variedade é o que está mantendo viva e animadora essa nova onda de zumbis. Mesmo nos acostumando a ver situações e cenários diferentes, ainda acabamos nos surpreendendo, como no caso de Juan dos Mortos (Juan de Los Muertos), um “terrir” passado em Cuba, coproduzido por Cuba e Espanha.

Um dos mais inusitados exemplares da nova moda zumbi, Juan dos Mortos chega com grande atraso no Brasil, afinal foi lançado em diversos festivais de cinema em 2011. Mas o atraso não chega a incomodar, afinal não é todo dia que vemos uma comédia de terror cubana chegar aos cinemas brasileiros. Só a exibição é motivo de comemoração.

Ainda mais quando constatamos que o filme dirigido e escrito por Alejandro Brugués é muito divertido. Juan (Alexis Díaz de Villegas) é um cubano comum: pobre, se vira como pode ao lado do amigo Lazaro (Jorge Molina) e do filho deste, Vladi Califórnia (Andros Perugorría). Nenhum deles é santo, verdade seja dita, são todos picaretas.

Surpresa alguma então, que ao verem Cuba tomada por zumbis (considerados dissidentes pela mídia local, que simplesmente não faz ideia do que são zumbis), o grupo tome a importante decisão de eliminar os entes queridos (e qualquer outro zumbi) das pessoas por um preço, valor que fica mais alto se se tratarem de turistas, é claro!

Juan dos Mortos é uma produção barata (para os padrões americanos) e isso acaba ajudando ainda mais para formar o tom de sátira. Os clichês comuns do gênero não são o único alvo do cinismo e bom humor, mas também a própria “teia” de desinformação de Cuba, algo demonstrado quando os nossos “heróis” não fazem ideia do que estão enfrentando, afinal a cultura pop que deu origem aos zumbis é praticamente desconhecida na terra de Fidel Castro.

Efeitos especiais baratos, maquiagem idem – mas bem criativa, tudo colabora para formar uma atmosfera que combina perfeitamente com o terrir. E os personagens se encaixam ainda melhor: Juan é um magrelo que numa situação real cairia com um sopro. Lazaro é um gorducho desajeitado. Califórnia até que passa numa luta. A eles se juntam ainda Camila (Andrea Duro) e o casal de homossexuais La China (Jazz Vilá) e El Primo (Eliecer Ramírez), o último uma montanha de músculos que precisa ser guiado por seu companheiro, já que luta vendado, pois desmaia ao primeiro vislumbre de sangue.

Países como Cuba costumam sofrer preconceito nos cinemas, quase ninguém demonstra interesse em conhecer os filmes produzidos por lá, a não ser que sejam dedicados à elogiada música local. Juan dos Mortos tem todo o potencial para mudar isso, chegando para se mostrar superior a muitos materiais americanos, com um humor diferenciado, sem perder sua modéstia.

Elenco: Alexis Díaz de Villegas, Andrea Duro, Jorge Molina, Andros Perugorría, Jazz Vilá. Roteiro e direção: Alejandro Brugués.

Veja também:
- Notícias diversas sobre zumbis
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil