MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
22/11/2013
REVIEW HQ: VINGADORES - A QUEDA
 
 
Vingadores - A Queda (Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel Vol.34)
 
 
 
 
 
 
 
 


Lembro bem que, em minha infância, as histórias do Vingadores estavam entre minhas preferidas. Afinal, em qual outro título era possível ver tantos grandes heróis reunidos juntos a personagens de segundo ou terceiro escalão e novos heróis que surgiam vez ou outra? Além disso, havia também a diversidade de vilões, vindos não somente da Terra, mas também do espaço, de realidades alternativas e tantos outros lugares que pudessem abrigar criaturas com más intenções em relação ao nosso planeta. Era só aparecer uma ameaça do tipo para que surgisse o famoso brado “Avante Vingadores!”.

No entanto, apesar da paixão pelo supergrupo compartilhada entre muitos fãs, os Vingadores nem sempre receberam a devida atenção, e por muito tempo suas histórias serviram apenas para reunir os figurões da Marvel na tentativa de gerar vendas ou para dar algum sopro de vida a personagens quase esquecidos e que estavam com os dias contados. Ou seja, Vingadores era um título de reciclagem e também uma passarela para os pesos pesados que possuíam títulos próprios e que precisavam de um lugarzinho para figurar histórias paralelas.

Demorou, mas a justiça resolveu dar as caras. E o justiceiro – que não era Frank Castle, um dos poucos heróis da Casa das Ideias que não participou oficialmente dos Vingadores (sem levar em conta os Ultimates) – em questão atende pelo nome de Brian Michael Bendis. O roteirista fez dupla com o competente desenhista David Finch para dar uma bela reviravolta na vida dos Vingadores. E que reviravolta! Bendis e Finch não se preocuparam apenas em trocar pela trocentésima vez a formação do grupo, ou criar subdivisões, ou enviá-los para os confins do cosmos, ou dar cabo de mais algum personagem esquecido. Isso tudo já havia sido feito. E à exaustão!

Neste Vingadores: A Queda, o terceiro encadernado de luxo da coleção de graphic novels da Marvel publicada pela Salvat, Bendis finca definitivamente sua bandeira na história da editora ao apresentar a história que marca o fim do supergrupo, pelo menos da maneira como o conhecíamos. E é bom lembrar que “fim” para a Marvel é algo bem relativo. Nada que dure por muito tempo, nada que seja definitivo.

Os Vingadores se deparam com “o pior dia de sua história”, como é mencionado em determinado ponto da HQ. Após a aparente morte (o eterno fim que não é fim) do Valete de Copas, o herói reaparece e simplesmente manda pelos ares a mansão dos Vingadores junto com o segundo Homem-Formiga (Scott Lang). Como se isso não bastasse, Tony Stark dá uma imensa bola fora ao ameaçar em cadeia nacional o representante da Latvéria; e pior: solta cobras e lagartos aparentemente bêbado diante das câmeras e dos estadistas. Depois disso, o androide Visão aparece do nada expelindo Ultrons, e é destruído pela Mulher-Hulk, que entra num frenesi incontrolável feito o seu primo esquentadinho de proporções maiores. A moça ainda põe abaixo o Capitão América, a Capitã Britânia e a Vespa, que quase dá seu último suspiro no quebra-pau.

Em busca de respostas, uma grande reunião de ex-membros e aliados acontece em frente à mansão, com direito às ilustres presenças do Homem-Aranha, Demolidor, Namor, Pantera Negra, entre outros. Nick Fury, é claro, também está lá para meter o bedelho. E quando parece que tudo finalmente vai se acalmar para dar espaço a explicações, uma nave imensa surge nos céus dando início a uma invasão Kree! Abalados, desestruturados e enfraquecidos, os Vingadores estão prestes a serem derrotados quando, num louvável ato de heroísmo, o Gavião Arqueiro se sacrifica para destruir a enorme aeronave Kree, contabilizando quatro baixas para um supergrupo não acostumado a derrotas.

Eis que surge o imponente Dr. Estranho, que revela suspeitas quanto ao envolvimento de magia no péssimo dia dos Vingadores. Mas não convém citar aqui o fruto de suas suspeitas para não estragar a leitura daqueles que ainda não conhecem a saga.

Um dos momentos mais empolgantes deste encadernado acontece quando os membros restantes, aqueles que não morreram ou não pularam do barco, rememoram as melhores aventuras da equipe, cada uma ilustrada por um desenhista diferente, numa grande celebração de nostalgia.

Um ótimo arco que deu origem a diversas inovações e cujos desdobramentos são percebidos até hoje nas histórias da editora que um dia reuniu Thor, Hulk, Homem de Ferro, Vespa e Homem-Formiga para formar uma equipe inesquecível.

Vingadores – A Queda (Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel Vol. 34) - 168 páginas - formato 17 x 26 cm - R$ 29,90 - lançado em setembro de 2013 – Editora Salvat do Brasil (coleção prevista para ter 60 volumes).

Veja também:
- Notícias diversas sobre os Vingadores
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil