MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
06/12/2013
REVIEW - HQ: THOR - O RENASCER DOS DEUSES
 
 
Thor - O Renascer dos Deuses (Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel Vol.52)
 
 
 
 
 
 
 
 


Quando pequeno, assim como outros garotos da minha idade, eu adorava histórias de capa e espada. Fascinavam-me os dragões, os monstros, a magia, as armaduras e os castelos. Comecei com as lendas dos Cavaleiros da Távola Redonda, que eu devorava sem lembrar do mundo ao redor; depois, precocemente, vieram os quadrinhos do Conan; até que, enfim, tive acesso à mitologia nórdica.

As histórias dos deuses e heróis vikings me fisgaram de prontidão, em especial um sujeito destemido, poderoso e que possuía “A” arma.  E, para a minha surpresa, algum tempo depois encontrei o mesmo Thor e seu Mjolnir nas páginas dos gibis da época, como o saudoso Heróis da TV e Superaventuras Marvel. Era sensacional sentar com uma revistinha daquelas e ver Thor com seu falar pomposo e sóbrio, sempre se desdobrando para proteger a sua terra, Asgard, e a nossa, que ele chamava de Midgard. Um herói por excelência. E mais divertidas ainda eram as histórias que o filho de Odin dividia com os Três Guerreiros Hogun, Fandral e o glutão Volstagg. Sem contar a fase em que o Thor virou um... sapo! Aquilo tudo era magnífico!

Com o passar do tempo, li muitas e muitas histórias do poderoso Thor, algumas muito boas, como a inesquecível fase de Walter Simonson, outras nem tanto. Mas o que importa é que o herói sempre teve atenção reservada na Marvel, fosse em aventuras solo ou de outros personagens, como Vingadores ou os X-Men, na excelente O Massacre de Mutantes, na qual sua participação é preponderante.

Thor - O Renascer dos Deuses conta uma história interessante e relevante para a cronologia do personagem, já que o Ragnarok, o apocalipse nórdico, finalmente aconteceu e os asgardianos sumiram, foram extintos (ou quase isso), inclusive o Deus do Trovão, que ressurge aqui em meio ao nada, literalmente. E ao voltar à Terra, Thor retorna como seu alter ego, o médico Donald Blake, que decide viver um tempo em uma cidadezinha americana bastante afastada, onde ele simplesmente resolve criar a nova versão de Asgard, em meio ao deserto. Em pouco tempo ele causa um rebuliço entre a polícia e os moradores locais, mas a situação é contornada rapidamente, sem muito esforço para um deus.

Logicamente, a situação toda iria chamar a atenção de gente com costas mais largas, e o primeiro a vir fazer perguntas é o Homem de Ferro, que toma um belo "chega pra lá" do loirão, já que Thor agora o considera um traidor que não merece sua confiança, tampouco sua amizade. O pau come solto e o enlatado sai com o rabo entre as pernas, sem sequer ter como argumentar. Oliver Coipel dá mostras de grande  habilidade em desenhar cenas de ação, empolgantes, belas e com ótimo ritmo narrativo. E os diálogos criados por J. Michael Straczynski deixam tudo ainda melhor, conferindo profundidade e dramaticidade à situação vivida por Thor.

Após perceber que a nova Asgard não é nada sem os asgardianos, Thor inicia sua peregrinação em busca de seus antigos companheiros, que agora estão vivendo espalhados pelo mundo e em corpos diferentes. Loki, por exemplo, retorna como uma mulher, que mal aparece e já começa a aprontar das suas, aproveitando-se da ingenuidade, ou excesso de boa vontade, de seu irmão de criação.

Tudo vai bem, e pouco a pouco, Thor reencontra alguns de seus conterrâneos. Mas Loki começa a se mancomunar com outros poderosos de sua laia, e aí a coisa toda começa a ficar difícil. E num esforço tremendo para reestabelecer por completo sua morada, o Deus do Trovão tomba após exaurir suas forças. E aí... o encadernado simplesmente acaba! Até aí, nós leitores de quadrinhos já estamos mais do que acostumados com as histórias que só continuam no mês seguinte. O problema é que não há nenhuma menção sobre a continuação da história, nem sequer o famoso “continua...” no canto da última página. E como a Salvat não anunciou todos os volumes da coleção, provavelmente o leitor terá que esperar bastante tempo para poder ler (ou não) a continuação do arco, e o leitor mais leigo vai achar que a história termina sem pé nem cabeça.

Thor - O Renascer dos Deuses (Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel Vol. 52) - 160 páginas - formato 17 x 26 cm - R$ 29,90 – outubro de 2013 – Editora Salvat do Brasil (coleção prevista para ter 60 volumes).

Veja também:
- Notícias diversas sobre Thor
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil